Navios de guerra da Rússia e EUA quase colidem no Mar da China

Internacional 07-06-2019 19:05
Por Redação

Um navio de guerra russo e um norte-americano quase colidiram, esta sexta-feira, no Mar da China, com o exército de cada lado a culpar o outro pelo incidente.

 

«No sudeste do Mar da China Oriental, o cruzador USS Chancellorsville subitamente mudou de rota e intercetou o caminho do contratorpedeiro russo Almirante Vinogradov a apenas 50 metros do navio», informou o gabinete de comunicação da 'Frota do Pacífico' (contingente da Marinha da Rússia estacionada no Oceano Pacífico), citado pelas agências do país.

 

«Para evitar a colisão, a tripulação do Vinogradov teve que fazer uma manobra de emergência», explicou o exército russo, acrescentando que foi emitida uma mensagem de protesto ao navio americano e destacando «a natureza inadmissível dessas ações».

 

Do lado norte-americano, a 'Sétima Frota' (divisão designada para operar na região oeste do Oceano Pacífico e no Oceano Índico) acusou o navio russo de ter realizado uma «manobra perigosa e não profissional».

 

«O Chancellorsville estava a recuperar o seu helicóptero em rota e velocidade estável quando o navio russo manobrou», chegando muito perto do cruzador americano.

 

«Esta ação perigosa forçou o Chancellorsville a manobrar», esclareceu o exército norte-americano, citado pela AFP.

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais

Últimas Notícias