CNT 4x4: Dureza de Mação pôs máquinas e homens à prova (fotos)

Motores 06-05-2019 22:12
Por Redação

À semelhança das anteriores edições da prova, Mação atraiu grande número de espetadores amantes do todo o terreno na segunda etapa do Campeonato Nacional de Trial 4x4, que contou com a participação de 29 equipas, numa pista que confere grande espetáculo fazendo as delícias do público, que, a cada obstáculo, não se coibiu de aplaudir e incentivar os participantes.

No que à prova em si diz respeito, a equipa Team RJ69 (Rui Rocha/Pedro Campas) foi a grande vencedora, alcançando a vitórias nas classes Absoluto e Proto, num circuito que foi desgastante para os navegadores, que, diga-se, sentiram enormes dificuldades face ao pó e calor que se fez sentir, levando alguns a esgotamento físico e consequente abandono.


«Estávamos cientes de que desde o início que liderávamos a prova, depois tivemos um problema com a direção na última volta, mas sabíamos que estava praticamente porque as outras equipas já não tinham tempo para nos ultrapassar», salientou o piloto Rui Rocha.

Na classe Super Proto a luta foi renhida entre dois pilotos madeirenses, sendo que Laurindo Mendonça (Sem Stress) levou a melhor sobre Sérgio Ferreira (Full Stress) tendo feito menos tempo nas mesmas 12 voltas cumpridas. «Foi uma luta entre colegas, correu tudo bem numa prova dura», disse Laurindo Mendonça.

O primeiro lugar do pódio na classe Extreme foi conquistado por Nélson Leitão (Imoc Team/Tony Automóveis), que não está a fazer o campeonato, ainda assim fez um brilharete com o público do seu lado, o que faz com que os 25 pontos de Mação correspondentes ao primeiro lugar sejam atribuídos a Nuno Matos (Auto Bernardo Capitcho Team) que terminou na segunda posição.
«Por uma questão geográfica como a prova é a mais perto da minha terra faço questão de vir. Vim para fazer o melhor e correu muito bem», justificou Nélson Leitão.

O experiente piloto João Fernandes (JoviTeam) conquistou a segunda vitória consecutiva na Classe Promoção, depois de recuperar de uma lesão. «Foi muito dura, mas gosto da prova. É muito rolante e os obstáculos são muito bons e felizmente conseguimos mais uma vitória», afirmou o piloto de Aguiar da Beira, João Fernandes. 


Confira os pódios:

 

Classe Absoluto*
1.º Team RJ69 – Rui Rocha/Pedro Campas (Toyota) – 15 voltas
2.º Dream Car – Álvaro Alves/Rui Lopes (Land Cruiser BJ40LV-KCW/P) – 14 voltas
3.º Mister Reboques/Lucrodusão – António Henriques/André Lucas (Proto XS5) – 14 voltas

Classe Proto
1.º Team RJ69 – Rui Rocha/Pedro Campas (Toyota)
2.º Dream Car – Álvaro Alves/Rui Lopes (Land Cruiser BJ40LV-KCW/P)
3.º Mister Reboques/Lucrodusão – António Henriques/André Lucas (Proto XS5)

Classe Super Proto
1.º Sem Stress – Laurindo Mendonça/Luís Moreira (Jimny Proto Crawler)
2.º Full Stress – Sérgio Ferreira/Tiago Costa (Crawler Jimny 4x4)
3.º Tábô/Pacar Team 4x4 – João Vicente/Pedro Nascimento – (NPCRW Crawler)

Classe Extreme
1.º IMOC Team/Tony Automóveis – Nélson Leitão/António Dias (Nissan Patrol 260)
2.º Auto Bernardo Capticho Team – Nuno Matos/Rui Brás (Land Rover Defender 110)
3.º Team JMF – Carlos Gomes/Rafael Gomes (Nissan Proto)

Classe Promoção
1.º JoviTeam –  João Fernandes/Tiago Alves (Nissan Patrol)
2.º RePower –  Emanuel Luz/Marco Mateus (Toyota Land Cruiser BJ40)
3.º O Cantinho/MM6018 – Carlos Gaspar/Dinis Varatojo (Nissan Patrol GR)

Classe UTV/Buggy
1.º Reciclopeças Team – Carlos Martins/João Pinto (Can-Am XRS)

FUN
1.º Bichos do mato – Luís Silva/Carlos Grilo (Nissan Patrol)


*Apenas as classes Proto e Super Proto vão discutir o título Absoluto que coroa o campeão dos campeões, sendo que a pontuação por prova é atribuída a consoante o máximo número de voltas ao circuito em menos tempo. 
 

Calendário

23 de junho: Famalicão
4 de agosto: Bragança
13 de outubro: Paredes


Fotos GoAgency

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias