Sensacional Bond liquida Trump no 'UK' (6-3)

Snooker 02-12-2019 16:44
Por António Barroso

O veterano inglês Nigel Bond, de 54 anos, 83.º da hierarquia, protagonizou na tarde desta segunda-feira a maior surpresa em nove dias de prova do UK Championship, prova da época 2019/2020 da World Snooker a decorrer até domingo, dia 8 do corrente mês, em York (Inglaterra), ao vencer por 6-3 e eliminar do torneio, em jogo dos ‘16avos’, o compatriota número um da hierarquia e campeão mundial, Judd Trump, de 30 anos.

 

Se em 1995, Nigel perdeu a final do Mundial (9-18 ante o escocês Stephen Hendry), notável surgir, 24 anos depois, a bater inapelavelmente o melhor jogador do planeta, num jogo que ía em sentido contrário: 3-1 para Trump ao intervalo, entradas de 52 pontos e uma centenária (114 pontos) de Judd a indicarem dia tranquilo para Trump…

 

Puro engano, com o Bond que veio do intervalo a responder com centenária no sétimo ‘frame’ (114 pontos) e ‘break’ de 85 pontos no oitavo parcial, para somar quatro parciais de seguida, virar 5-3 a seu favor e deixar Judd nas cordas. Impensável.

 

Numa nona partida muito tática, Bond mostrou que os cabelos brancos são sinónimo de experiência. Um bom snooker (branca escondida) a Trump antes da última vermelha resultou: falta de Judd (4 pontos) e bola livre para Nigel, depois, na bola rosa, acelerar à Mansell para o 6-3 e para os oitavos de final. Que proeza sensacional, 24 anos após ter falhado no seu momento de maior glória na modalidade. A longevidade prova a tenacidade.

 

Nigel Bond, 83.º da tabela mundial, a grande sensação já do ‘UK’ espera pelo vencedor do embate entre os compatriotas Joe Perry, de 45 anos, 15.º do ‘ranking’, e Gary Wilson, de 34 qanos, 18.º da tabela, nos ‘oitavos’.

 

Muito atenção a Gary Wilson: após ter chegado às meias-finais do Mundial, o antigo motorista de táxi assinou, na vitória por 6-4 ante Chris Wakelin (2.ª ronda, proeza que só três profissionais haviam conseguido, ao protagonizar quatro entradas centenárias seguidas (!) noutros tantos ‘frames’: entradas de 67, 97, 134, 114, 100 e 124 pontos, respetivamente, para igualar desiderato que só John Higgins, Shaun Murphy e Neil Robertson tinham atingido. Uma exibição de sonho. Temível.

 

Já Neil Robertson, outro dos favoritos em York, chegou pouco depois aos 16 melhores em prova no Barbican Centre, ao bater por apertados 6-4 o inglês Mark King, de 45 anos, 41.º da hierarquia: No caminho do loiro ‘aussie’ ou segue-se o triunfador do jogo entre o adolescente (19 anos) chinês Yan Bingtao, 20.º da hierarquia, e o inglês Jack Lisowski, de 28 anos, 13.º da tabela mundial.

 

Concluídos os primeiros quatro jogos dos 16 da ronda, também o inglês Stuart Bingham, de 43 anos, 12.º da hierarquia, segue em frente em York, após vencer o chinês Zhao Xintong, de 22 anos, 40.º da hierarquia, por concludentes 6-1. Tal como o chinês Li Hang, de 29 anos, 45.º da tabela, que bateu Marco Fu, de Hong Kong, de 41 anos, 55.º da hierarquia, por 6-4: defrontará ou o compatriota Liang Wenbo, ou o israelo-escocês Eden Sharav.

 

Bingham, campeão mundial em 2015, já espera, nos ‘oitavos’, e no que se perspetiva grande duelo, ou pelo escocês John Higgins, de 44 anos, quinto da tabela e tetracampeão mundial (1998, 2007, 2009 e 2011)… ou pelo inglês Ian Burns, de 34 anos, 84.º do ‘ranking’, jogo grande da sessão noturna destes 16avos de final, a partir das 19 horas.

 

Noutro jogo a suscitar atenções na noite deste sétimo dia de prova em York, o vice-campeão de 2018, Mark Allen, de 33 anos, sétimo do Mundo, mede forças com o inglês Ben Woollaston, de 32 anos, 37.º da hierarquia mundial. O vencedor do duelo enfrenta, nos ‘oitavos’, o triunfador do duelo entre o escocês Alan McManus, de 48 anos, 51.º do ‘ranking’ e Kurt Maflin, de 36 anos, 43.º da tabela.

 

Outros dos maiores favoritos à vitória York, os ingleses Ronnie O’Sullivan (que defende o título de 2018 e já venceu sete edições do torneio desde 1993, incluindo as últimas duas) e Mark Selby, só jogam os ‘16avos’ nas sessões de terça-feira, dia 3.

 

O ‘Rocket’ (O’Sullivan) de 43 anos, terceiro da hierarquia e pentacampeão mundial (2001, 2004, 2008, 2012 e 2013) irá defrontar, às 13 horas de dia 4 do corrente mês, o tailandês Noppon Saengkham, de 27 anos, 32.º da tabela mundial. E já sabe que, em caso de vitória, nos ‘oitavos’ não terá tarefa fácil: ou o compatriota Ali Carter, de 40 anos, 16.º da hierarquia, ou o seu grande amigo, o chinês Ding Junhui, de 32 anos, 14.º da tabela.

 

Quanto ao ‘Jester from Leicester’ (Selby), tem pela frente na sessão noturna de quarta-feira (19 horas) o compatriota Martin O’Donnell, de 33 anos, 34.º da tabela mundial. Vencedor do English Open (9-1 a David Gilbert na final, soberba exibição), Selby ou O’Donnell cruzam-se, nos oitavos de final, com o vencedor do duelo entre o galês Matthew Stevens, de 42 anos, 39.º da tabela, e o inglês Anthony Hamilton, de 48 anos, 50.º da hierarquia.

 

Recorde-se que, até às meias-finais os jogos no ‘UK são à melhor de 11 ‘frames’, até um ganhar seis (de 6-0 a possíveis 6-5) até às ‘meias’ (inclusive). A final será jogada até um chegar a 10 (10-0 a 10-9), à melhor de possíveis 19 ‘frames’, domingo, dia 8.

 

O UK Championship, prova da época 2019/2020 da World Snooker pontuável para o ‘ranking’, torneio ‘major’ e da Tripla Coroa (com Masters e Mundial) iniciou-se a 26 de novembro e decorre em York (Inglaterra). Distribui 1,009 milhões de libras (1,18 milhões de euros) em prémios: 200 mil libras (€234.557) ao campeão. O torneio é transmitido para Portugal (EuroSport).

 

16avos de final, esta 2.ª e 3.ª feira (apurados a negro, hora de Lisboa):

Li Hang-Marco Fu, 6-4

Stuart Bingham-Zhao Xintong, 6-1

Mark King-Neil Robertson, 4-6

Nigel Bond-Judd Trump, 6-3

John Higgins-Ian Burns (19 horas)     

Matthew Stevens-Anthony Hamilton (19 horas)

Mark Allen-Ben Woollaston (19 horas)

Alan McManus-Kurt Maflin (19 horas)

Ronnie O'Sullivan-Noppon Saengkham (3.ª feira, 13 horas)

Ding Junhui-Ali Carter (3.ª feira, 13 horas)    

Liang Wenbo-Eden Sharav (3.ª feira, 13 horas)

Stephen Maguire-Graeme Dott (3.ª feira, 13 horas)

Yan Bingtao-Jack Lisowski (3.ª feira, 19 horas)

Michael White-Mark Davis (3.ª feira, 19 horas)

Martin O’Donnell-Mark Selby (3.ª feira, 19 horas)

Gary Wilson-Joe Perry (3.ª feira, 19 horas)

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias