Fez comentário político e adeptos exigem demissão imediata

Alemanha 11-10-2019 20:05
Por Redação

Os adeptos do St. Pauli, clube da segunda divisão alemã, pediram a saída do turco Cenk Sahin devido ao apoio que demonstrou à ofensiva militar da Turquia no Norte da Síria.

 

O St. Pauli reagiu em comunicado.

«O St. Pauli distancia-se claramente da opinião do jogador, uma vez que não é compatível com os valores do clube. O clube já falou com o jogador e tratará do tema de forma interna.»

 

Sahin, de 25 anos, nascido na Turquia, recorde-se, escreveu nas redes sociais: «Estamos ao lado dos nossos heroicos militares e do nosso exército. Estais presentes nas nossas orações.»

 

De imediato, os adeptos do St. Pauli exigiram a demissão do médio. «Pedimos que o transfiram hoje mesmo», assumiram os associados do St. Pauli.

Ler Mais
Comentários (3)

Últimas Notícias

Mundos