Príncipe herdeiro saudita nega ter ordenado homicídio de jornalista na Turquia

Arábia Saudita 30-09-2019 10:25
Por Redação

O príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman, assumiu «plena responsabilidade» pela morte do jornalista Jamal Khashoggi, que sempre criticou o regime, no entanto negou ter ordenado o homicídio.

 

«Este foi um crime hediondo. Assumo plena responsabilidade como líder na Arábia Saudita, especialmente porque foi cometido por indivíduos que trabalham para o Governo saudita», afirmou Mohammed bin Salman, durante uma entrevista ao programa norte-americano «60 minutos» no domingo.

 

Questionado se tinha ordenado o o assassínio de Khashoggi, o príncipe respondeu de forma categórica «não», e acrescentou que o homicídio do  jornalista no exílio tinha sido «um erro».

Ler Mais

Últimas Notícias