Jogador do Athletico Paranaense dedica troféu a António Oliveira

BRASIL 21-11-21 11:50
Por João Almeida Moreira, Brasil

O Athletico Paranaense conquistou a segunda Taça Sul-Americana da sua história, um recorde partilhado com os argentinos do Boca Juniors e do Independiente, ao bater, por 1-0, o Bragantino, no Estádio Centenário, em Montevideu.

O triunfo foi obtido graças a golo de Nikão, aos 28 minutos.

«Dedico o troféu e o golo à torcida que fez o esforço de vir aqui e à minha família, mas também ao António Oliveira, que começou este processo e é um cara extraordinário. Esta vitória também é dele», disse Nikão.

De facto, a vitória, numa final cem por cento brasileira, teve sotaque de Portugal, por António Oliveira ter orientado o Athletico em 10 dos 13 jogos, antes de se demitir em setembro e de ser substituído, interinamente, pela dupla Bruno Lazaroni e Paulo Autuori nas meias-finais e, definitivamente, por Alberto Valentim, já na final.