«É um prazer continuar a trabalhar com André Villas-Boas»

FUTEBOL 06-10-21 1:42
Por Redação

Para trás ficou uma carreira ao mais alto nível e cheia de títulos como jogador: hoje, Ricardo Carvalho é treinador, na qualidade de adjunto de André Villas-Boas. Uma colaboração que estará para durar. 

«É um prazer fazer e continuar a fazer parte da equipa técnica do André Villas-Boas. É um treinador de muito talento. Começar a trabalhar num nível tão alto tem sido um orgulho enorme. Estou completamente satisfeito com o que faço, ou seja, como auxiliar», revela, em entrevista ao site UOL, do Brasil. 

Ao fim de dois anos de colaboração, o antigo craque ainda não pensa em afirmar-se como número um. «Quero aprender, evoluir e cada vez mais ajudá-lo. Não estou a pensar em ser treinador agora, sinceramente. O meu foco é melhorar como auxiliar, ajudar ainda mais nesta função», garante. 

Admitindo que trabalhar no Brasil «é um projeto» e «um sonho» de André Villas-Boas, Ricardo Carvalho diz que não passou de «especulação» as notícias que os apontavam ao São Paulo no início do ano, após a saída «muito recente», na altura, do Marselha.

Quem permaneceu no clube francês foi o seu filho, Rodrigo, central como o pai nas camadas jovens do Olympique. «Tem muito o meu jeito de estar em campo, alguns tiques parecidos com os meus, mas não acho que tente copiar-me. É inteligente a jogar, tem evoluído tecnicamente. Aliás, penso que ele é mais evoluído tecnicamente do que eu quando tinha a idade dele. Foi convidado a continuar no Marselha, apesar de eu já não estar no clube. Isso quer dizer muito», solta, orgulhoso.