Oficializada abertura de fronteiras com Espanha

PAÍS 01-07-20 12:15
Por Redação

Decorreu esta manhã a cerimónia que assinalou a reabertura das fronteiras entre Portugal e Espanha. Em Badajoz e depois Elvas, a abertura contou, como estava já anunciado, com a presença dos chefes de Estado e de Governo de Portugal e de Espanha - Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa, Felipe VI e Pedro Sánchez. 

A cerimónia começou do lado espanhol, pelas 9-30 horas, com a interpretação dos hinos nacionais: primeiro o de Portugal, depois o de Espanha, e uma volta dos quatro responsáveis políticos pelo Museu Arqueológico da Alcáçova de Badajoz. 

Seguiu-se depois para Elvas, tendo sido tocados novamente os hinos, primeiro o de Espanha e depois o de Portugal, com uma volta ao castelo de Elvas.

Devido à pandemia de Covid-19 a fronteira luso-espanhola foi encerrada às 23h00 de 16 de março (00h00 de dia 17 em Espanha), com pontos de passagem exclusivamente destinados ao transporte de mercadorias e trabalhadores. Reabriu às 23h00 desta terça-feira.

António Costa sublinhou um «momento importante porque, nunca na história as fronteiras foram fechadas». «A Europa de hoje precisa de uma mensagem positiva. Estes dois países que não vêem a abertura das fronteiras como uma ameaça. "Esta fronteira ficará para sempre aberta», reforçou.

«Se os portugueses que forem a Espanha, cumprirem as regras em vigor e se os espanhóis que forem a Portugal fizerem o mesmo, esta abertura só tem vantagens», resumiu.

«Vamos continuar a conviver com este vírus e isso implica muita disciplina», pediu.

O chefe do governo espanhol saudou também a abertura e frente. «Creio que se esta crise nos deu uma grande lição, foi que que a crise económica tem que ter como objetivo a coesão. A coesão europeia é fundamental», disse.