«Uma palavra de Fernando Santos e esqueces a azia»

SELEÇÃO 09-10-19 10:19
Por Redação

Ricardo Quaresma recordou o percurso de Portugal no Euro-2016 e vincou o papel do selecionador Fernando Santos que, após uma fase de grupos complicada, acabou por liderar a Seleção Nacional ao título mais importante da história do futebol português.

«Havia a desconfiança de um País, todos nos criticavam, todos nos deitavam abaixo. Para mim, o grande campeão foi Fernando Santos. A forma como ele lidou com os jogadores, como soube levantar o moral dos jogadores e juntá-los… essa foi a nossa grande arma», começou por dizer em entrevista ao Canal 11, recordando as palavras do selecionador que acabaram por estimular os jogadores:

- Disse desde o primeiro dia: “estou aqui para ser campeão europeu”. Todos pensaram “este treinador vem com tudo”… na realidade, ninguém pensava que isso era possível. Pensas sempre chegar o mais longe possível, mas há seleções à nossa frente. Ele começou a incutir isso nos jogadores desde o início e nós, quando entrávamos em campo, já íamos com a confiança de ganhar o jogo. Por isso digo que é ele o grande campeão.

Um treinador que sabe lidar com o coletivo, mas também com as individualidades, e que, por isso, conquistou a admiração de Ricardo Quaresma, nem sempre titular na equipa das Quinas:

- É um treinador que aprendi a admirar e vai ter sempre o meu respeito e carinho. Ele sabia que eu ficava com uma azia tremenda [n.d.r. por não jogar]. Dá para ver pela minha cara quando fico assim - não consigo esconder a minha azia. Respeito os meus colegas e vou apoiá-los sempre porque eles não têm culpa nenhuma. Se tens de falar é com o treinador, não com os colegas. Mas ele [n.d.r. Fernando Santos] sabia lidar comigo. Deixava passar aquela azia, aproximava-se, dava-me uma palmadinha e dizia “anda lá que vais resolver”. Uma pequena palavra que dá logo confiança e tu esqueces a azia. E ele sempre soube lidar comigo. Por isso tem o meu respeito e vai ter sempre a minha admiração.