TAP com prejuízos de quase 120 milhões de euros no primeiro semestre

PAÍS 20-09-19 11:4
Por Redação

A TAP, companhia aérea portuguesa, viu os seus prejuízos aumentarem no primeiro semestre deste ano para €119,7 milhões, uma subida face aos €90 milhões registados nos primeiros seis meses de 2018.

São os piores resultados semestrais desde a privatização da transportadora - em 2015, a TAP fechou o primeiro semestre com um prejuízo de €142,9 milhões.

A TAP tinha planeado anunciar os resultados do primeiro semestre de 2019 a 30 de setembro, mas decidiu antecipar a sua divulgação

depois de ter sido confrontada pelo Expresso com a informação de que os resultados tinham piorado este ano, e superado os €100 milhões.

«O resultado líquido do Grupo TAP no primeiro semestre de 2019 foi de €119,7 milhões», anunciou a TAP, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A empresa justifica o agravamento dos resultados com o Brasil e o aumento dos custos salariais.

O resultado líquido, diz a TAP em comunicado, «foi penalizado «principalmente pela quebra de receitas de passagens do Brasil», no montante de €43,1 milhões e «aumento dos custos com pessoal», com um impacto negativo de €35,3 milhões (+10,6% face ao período homólogo).

«A subida dos custos com pessoal resulta das novas contratações e das revisões salariais negociadas em 2018», pode ler-se.

«Note-se que o resultado líquido do primeiro trimestre de 2019 foi de - €110,7 milhões, tendo melhorado para -€9 milhões no segundo

trimestre verificando-se a tendência de recuperação», acrescenta a nota publicada na CMVM.