Sindicato mantém greve após 10 horas de reunião

PAÍS 17-08-19 10:1
Por Redação

A greve dos motoristas de matérias perigosas vai manter-se. Após cerca de dez horas de reunião com representantes do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, não houve acordo. A Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram) não esteve presente, mas fez chegar uma proposta para o Governo discutir com o sindicato, segundo o ministro.

O Sindicato garante que a proposta apresentada com acordo do governo foi rejeitada pela Antram, mas a associação dos patrões diz, por seu lado, que as condições que apresentou ao SNMMP foram as mesmas que ofereceu e foram aceites pela Fectrans e Sindicato Independente de Motoristas de Mercadorias (SIMM) - que entretanto abandonaram a greve.

«Houve propostas de parte a parte, tanto do sindicato como da Antram, que foram respetivamente recusadas», esclareceu o ministro.