«Temos situação económica saudável, completamente diferente da dos nossos rivais»

Benfica 13-10-2019 10:06
Por Redação

Toda a estrutura que suporta o futebol de formação do Benfica esteve reunida, ontem, no Seixal, para a apresentação da temporada já em curso, numa ação de team building em que também marcou presença o CEO da SAD, Domingos Soares de Oliveira.

O dirigente tomou a palavra perante a vasta plateia (com muitos jovens) que o iria escutar para distribuir os méritos da conquista do 37 por toda essa estrutura. E não só.

 

«Fomos campeões o ano passado através do processo da reconquista, mas só fomos campeões porque houve muita gente a trabalhar e o vosso trabalho ao longo dos últimos 10 anos foi extremamente importante para sermos campeões. Muitos dos jogadores e até o treinador que foram as chaves-mestras para o sucesso foram preparados por vocês e não é possível sequer equacionarmos o 37 sem dizer que teve o contributo de vocês», sublinhou.

 

 O CEO da SAD equiparou os treinadores do Seixal a... ourives. «São claramente os ourives que preparam a nossa matéria-prima e lapidam os nossos diamantes e a parte boa do nosso projeto é que ao contrário da esmagadora maioria dos outros clubes nós vemo-los jogarem na nossa principal equipa. Este 37 é vosso, sintam-se orgulhosos, independentemente de não estarem lá no palco do Marquês - também não estou mas tenho o mesmo orgulho que vocês pelo sucesso», assentou.

 

Além dos méritos desportivos, Domingos Soares de Oliveira exultou o contexto financeiro em que o clube mergulhou nos últimos anos e também fez questão de distribuir os louros dessa saúde económica pela estrutura do Seixal, algo que, realçou, diferencia o Benfica da restante concorrência.

«O futebol de formação teve contributo sem precedentes em várias matérias, destacaria o económico e desportivo. Conseguimos gerar com os jogadores formados por vocês centenas de milhões de euros e graças a isso conseguimos hoje ter situação económica completamente diferente da dos nossos rivais. Temos hoje clube saudável e SAD saudável, que conseguiu bater nos últimos seis anos todos os recordes e é graças a esse vosso contributo que hoje podemos olhar para o futuro com grande tranquilidade em termos de segurança económica. Gerámos mais receitas que todos os prémios da UEFA que recebemos no mesmo período e isto é suficientemente revelador», destacou.

 

Debruçou-se, depois, sobre o contributo desportivo, para relevar «todos os jogadores que fazem parte do plantel principal e que não fariam sem o trabalho» da estrutura. «Temos menos compras [de jogadores] e isso permite-nos ter mais sucesso no que é a nossa conta de resultados», enfatizou, vincando ainda a «cada vez maior coerência entre o trabalho feito no futebol de formação e no futebol profissional e a gestão integrada de ativos».

Neste último aspeto, revelou reunião com Luís Filipe Vieira na passada segunda-feira. «Falámos sobre o que pode ser o futuro e os jogadores que vocês prepararam e que vão aparecer na equipa A, e ele citou-me sete nomes. E isso é vosso, são vocês que lhe têm passado informação suficiente para dizer os que podem chegar lá, os que podem ficar em patamar intermédio, mas a gestão integrada de ativos, de começar a pensar num miúdo de 15/16 anos e ser capaz de vê-lo já na equipa daí a 5/6 anos, é algo que desenhámos na nossa estratégia e que hoje é realidade», afirmou.

Ler Mais
Comentários (94)

Últimas Notícias

Mundos