Sindicato e associação apelam a magistrados para desistirem de ação judicial contra jornalista

São Tomé e Príncipe 03-10-2019 10:42
Por Lusa

O Sindicato e a Associação dos Jornalistas São-tomenses apelaram hoje aos magistrados e funcionários judiciais do país para desistirem da ação judicial contra o jornalista Óscar Medeiros, cujo julgamento está marcado para quinta-feira.

 

Em 2012, Óscar Medeiros, quando era diretor da Televisão Publica (TVS), divulgou uma reportagem com base num relatório de auditoria feita à gestão das contas dos tribunais que dava conta de inúmeras irregularidades, alegadamente cometidas por quatro magistrados, incluindo o presidente do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Silva Gomes Cravid.

 

Em comunicado hoje divulgado, as duas organizações de jornalistas manifestam "total incompreensão e perplexidade" pelo facto de Óscar Medeiros "continuar a ser alvo de processo judicial", por ter divulgado o conteúdo de um relatório do Tribunal de Contas que expunha várias irregularidades na gestão dos fundos dos tribunais.

 

Os autores da ação judicial desistiram de demandar os responsáveis do referido relatório.

 

No trabalho jornalístico, Óscar Medeiros identificou todos os juízes e funcionários dos tribunais, supremo e de primeira instância, visados pelo relatório como tendo sido os responsáveis por essas irregularidades.

Os juízes decidiram processar criminalmente os auditores do Tribunal de Contas e o jornalista.

 

Ler Mais

Últimas Notícias