Para EUA acordo de paz é anúncio de uma nova era

Moçambique 07-08-2019 12:51
Por Lusa

A Embaixada dos Estados Unidos em Maputo considerou a assinatura do Acordo de Paz e Reconciliação Nacional entre o Governo moçambicano e a Renamo um anúncio de uma nova era para o país.

 

«A assinatura do Acordo de Paz e Reconciliação entre o Governo da República de Moçambique e a Renamo [na terça-feira], poucos dias após a assinatura do cessar-fogo permanente, anuncia para esta grande nação uma nova era», lê-se num comunicado distribuído à imprensa.

 

Para a embaixada norte-americana, a assinatura do acordo abre a oportunidade para «uma vida melhor» para os moçambicanos, que, apesar deste marco, têm ainda desafios pela frente.

 

«Haverá desafios pelo caminho, mas Moçambique está mais bem equipado para enfrentar esses desafios como um povo unificado empenhado em construir, pedra a pedra, uma democracia forte e vibrante», refere o comunicado, acrescentando que Estados Unidos continuarão a apoiar os participantes no processo de paz e reconciliação através do quadro do Grupo de Contacto Internacional.

 

O Acordo de Paz e Reconciliação Nacional assinado é o terceiro entendimento entre as duas partes, uma vez que, além do Acordo Geral de Paz de 1992, que acabou com uma guerra civil de 16 anos, foi assinado em 05 de setembro de 2014 o acordo de cessação das hostilidades militares, que terminou, formalmente, com meses de confrontação na sequência de diferendos sobre a lei eleitoral.

 

Após a assinatura do acordo de 2014, o braço armado da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo) e as Forças de Defesa e Segurança moçambicanas voltaram a envolver-se em confrontos, na sequência da recusa do principal partido da oposição em reconhecer os resultados das eleições gerais.

 

 

 

 

 

 

Ler Mais

Últimas Notícias