José Mário Vaz viaja para a Nigéria para cimeira da CEDEAO

Guiné-Bissau 28-06-2019 13:40
Por Lusa

O Presidente guineense, José Mário Vaz, a quem o parlamento tirou os poderes na quinta-feira, viaja hoje para participar na cimeira da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), que analisará a situação política na Guiné-Bissau.

 

Em nota enviada à imprensa, a Presidência guineense refere que José Mário Vaz viaja para Abuja acompanhado do ministro dos Negócios Estrangeiros, João Ribeiro Có, e a convite do Presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari.

 

A deslocação de José Mário Vaz à Nigéria ocorre quando a Guiné-Bissau vive uma nova crise política e que levou a maioria dos deputados da Assembleia Nacional Popular (parlamento do país) a aprovar na quinta-feira uma resolução que determina a cessação imediata das funções constitucionais do Presidente da República e a sua substituição no cargo pelo presidente do parlamento.

 

A resolução apela também à comunidade internacional para «manifestar e garantir total e efetivo apoio, colaboração e solidariedade à presidência interina do Estado da Guiné-Bissau, bem como a não compactuar com eventuais manifestações de poderes à margem da Constituição e demais leis da República».

 

No documento, é recomendado também «não reconhecer qualquer tipo de representatividade do Estado da Guiné-Bissau» a José Mário Vaz, nem assumir qualquer responsabilidade a eventuais compromissos que "o ex-Presidente" venha a assumir.

 

A crise política continua na Guiné-Bissau depois de José Mário Vaz, que terminou o seu mandato de cinco anos no domingo, ter recusado por duas vezes nomear para o cargo de primeiro-ministro Domingos Simões Pereira, presidente do PAIGC, partido mais votado nas eleições de 10 de março.

O vencedor das eleições acabou por indicar Aristides Gomes, nome aceite pelo Presidente, que, no entanto, não nomeou o Governo indicado pelo novo primeiro-ministro até ao dia 23 de junho, violando assim o prazo estipulado pela Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) para o fazer.

 

José Mário Vaz marcou eleições presidenciais para 24 de novembro.

Ler Mais

Últimas Notícias