TERÇA-FEIRA, 30-05-2017, ANO 18, N.º 6331
Miguel Leal
Boavista
SAD lembra adepto cego após agressões policiais em Guimarães em 2014
14:14 - 21-04-2017
A SAD do Boavista não esquece as agressões por parte das forças policiais de que foi vítima o adepto João Freitas e que lhe provocaram a cegueira de um olho.

Tudo se passou em Guimarães a 13 de outubro de 2014, antes do encontro entre as duas equipas, e «nada mais foi decidido desde então», nas palavras do administrador Diogo Braga.

«Passaram-se 932 dias e tudo continua como dantes: não há um despacho de acusação e que saibamos também não há qualquer processo disciplinar aberto aos supostos agressores», junta o dirigente axadrezado em vésperas de nova visita ao D. Afonso Henriques, que deverá levar até à cidade-berço mais de 400 adeptos do clube do Bessa.

Miguel Leal, o treinador, na antevisão a esse confronto, admite «enormes dificuldades», mas propõe-se responder com o melhor que a sua equipa tem, «a agressividade e a determinação».


Paulo Montes

comentários

2
Imprimir Enviar e-mail Facebook Twitter
Faça um comentário (máx: 300)
bat1128
21-04-2017 17:49
As queixas sobrinho crimes ou agressões fazem-nos na polícia e nos tribunais. Aproveitar a projeção do jogo com o Vitória é triste. Mas é uma atitude que se ajusta aos dirigentes do Boavista. Os heróis da corrupção e das farpas. Eram engraçados agora são apenas desgraçado. Por culpa própria.
bat1128
21-04-2017 17:46
Toda a gente deve lamentar esse triste acontecimento que lesou gravemente um boavisteiro. Mas isso não é futebol. É um caso de polícia e com um polícia. Para quê juntar este comunicado a um "novo" jogo que se deseja com bom ambiente?

mais de BOAVISTA

Boavista De acordo com a edição desta segunda-feira do jornal A BOLA, o Boavista vai avaliar cinco jogadores que estiverem emprestados esta época, atendo em vista uma possível integração no plantel axadrezado para a época 2017/2018. São eles Digas (Fafe),
Boavista O central Philipe Sampaio, cujo contrato expira no final do próximo mês, poderá ver a sua situação resolvida durante a próxima semana. A saída do brasileiro, de 22 anos, é praticamente certa, embora aidna dependente da chegada do seu empresário, d

destaques