Hooligans vão estar debaixo de olho das autoridades no Europeu (foto D.R.)
Coleira eletrónica para vigiar Hooligans
Martins Morim

O ministro alemão do Interior, Hans-Peter Friedrich, admite, ainda que com sérias reservas, que os hooligans possam vir a ser controlados através de coleira eletrónica na perna como forma de identificar e vigiar quem gera violência nos estádios de futebol.

«Temos de considerar que o recurso a um tal grilhão é já uma medida muito radical no campo da prevenção. É uma proposta que está em cima da mesa e que pode sempre ser aplicada, desde que na proporção adequada, isto é, em casos extremos», disse, ontem, o governante em declarações ao canal alemão de notícias n-tv, citado pelo Frankfurter Rundschau.

O ministro lembrou, porém, que o recurso à coleira eletrónica requer alteração legislativa, «designadamente nas leis das atribuições da polícia, porque na prática vai ampliar a paleta de medidas que pode aplicar». Seja como for, admitiu Friedrich, «é uma possibilidade a ser considerada».

A ideia de recurso à coleira eletrónica para «hooligans notórios» tinha sido avançada na semana passada pelo Procurador-Geral da República, Harald Range, numa entrevista à imprensa, alegando ele que uma tal ferramenta permitiria à polícia melhorar o controlo de adeptos violentos.

Hoje, a polícia só pode banir esses adeptos dos estádios, mas não pode garantir que essa ordem seja respeitada escrupulosamente. Com uma tal coleira, admitiu o magistrado, os adeptos violento teriam mesmo de ficar em casa.

A segurança nos estádios de futebol é um dos principais assuntos da agenda da Conferência de ministros do Interior dos Länder (estados federados), que termina hoje, em Göhren-Lebbin.

Os tumultos ocorridos durante a época finda nos estádios alemães trouxeram a questão da segurança para o debate público. Os piores ocorreram no jogo Fortuna Dusseldorf-Hertha, que decidia a subida do primeiro à I Bundesliga, ou a descida do segundo, o que aconteceu.

Segundo anunciou o ministro à agência SID, tendo em vista o Europeu de futebol, a Alemanha vai enviar trinta agentes para a Polónia e a Ucrânia, para servirem de «elementos de contacto» das autoridades policiais desses países, mas também «parceiros de cena junto dos adeptos alemães». Mas nenhum destes agentes usará armas nem tem qualquer tipo de poderes. «Esses são apenas dos polícias polacos e ucranianos», salientou Hans-Pater Friedrich.
00:44 - 01-06-2012

IMAGENS RELACIONADAS

Adeptos
Jogadores
Christian

PARTILHAR
             
COMENTÁRIOS

Não existem comentários.

DESTAQUES
ÚLTIMAS - DESPORTO
ÚLTIMAS - OUTROS MUNDOS
ÚLTIMAS - NOVIDADES AUTO
19:00
Novidades AutoJaguar mostra face do XE
18:00
Novidades AutoFerrari no Algarve
17:00
Novidades AutoNovo 1.4 TDI na Audi
16:00
15:00
Novidades AutoCoreanos renovam SUV
14:00
Novidades AutoFiat apresenta o 500L Vans
© A BOLA Sociedade Vicra Desportiva