«Fomos até onde era possível, não era o que Casillas pretendia»

FC Porto 17-05-2018 19:02
Por Redação

Orgulho. Este o sentimento de Pinto da Costa depois de garantir a continuidade de Iker Casillas no FC Porto por mais uma temporada. Em declarações ao site do clube, o presidente dos azuis e brancos fez saber que o guarda-redes espanhol abdicou de muito dinheiro para continuar de dragão ao peito até 2019.

  
«Queríamos que o Iker continuasse. Ele sente-se bem aqui e também queria continuar. Infelizmente, devido à situação do fair-play financeiro, não nos era possível manter as condições que ele tinha, mas chegámos a um entendimento. Não é pelo passado dele que ele é importante. Temos muito orgulho nisso, mas nestas coisas conta o presente e ele acabou a época como titular, foi importante em jogos decisivos e a partir do momento em que o treinador mostrou vontade de o manter no plantel nós fomos até onde era possível. Não era o que ele pretendia, mas dada a sua grande vontade de ficar, chegámos a um entendimento», explicou.
 

«Fico muito feliz por mantê-lo, ainda mais porque era um jogador que tinha propostas para ir ganhar mais do que ganhava aqui no ano passado e decidiu ficar. É um sinal de que ele se integrou, não só no nosso clube, mas também na nossa cidade. E eu, agora como cidadão do Porto, fico muito orgulhoso por ter um jogador com este currículo a jogar aqui ao mais alto nível», regozijou-se Pinto da Costa.
 

Ler Mais
Comentários (27)

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais