Ex-diretor do FBI diz que Trump não tem «autoridade moral» para ser presidente

Estados Unidos 16-04-2018 17:37
Por Redação
James Comey, ex-diretor to FBI, lança esta semana um livro em que fala do seu tempo neste gabinete, mas também, claro, na relação conturbada com Donald Trump, que levou ao seu despedimento.

A propósito do lançamento de «Uma lealdade mais elevada», Comey deu uma entrevista ao canal ABC News, considerando que Trump - que investigou a propósito da alegada ingerência russas na campanha eleitoral - não tem «autoridade moral» para ser presidente, e tem falta de ética.

«Uma pessoa que encontra equuivalência moral no que aconteceu em Charlottesville [confrontos entre supremacistas brancos e manifetantes contrários], que fala sobre e trata mulheres como pedaços e carne, que mente constantemente sobre assuntos importantes e outros nem tanto e insiste que o povo americano deve acreditar nele, não tem condições de ser presidente dos Estados Unidos», disse.

Comey aborda novamente o alegado pedido do presidente de não investigar o conselheiro Michael Flynn e chega a comparar a investigação que fez dele «aos primeiros tempos de carreira em que invetigava mafiosos».
Ler Mais

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais