Sporting despediu-se da UEFA com maior encaixe da era Bruno de Carvalho

Sporting 16-04-2018 08:05
Por Redação
Se a nível desportivo a despedida da Liga Europa deixou um sabor amargo, com a vitória por 1-0 sobre o Atl. Madrid, na segunda mão dos quartos de final, a ser insuficiente para a continuidade na prova, já em termos financeiros os leões podem sorrir. O motivo? Os 20,45 milhões de euros que o emblema de Alvalade encaixou pela participação nas competições europeias esta época (sem contabilizar as receitas de bilheteira e o market pool, relacionado com as transmissões televisivas).

A contribuir para esse montante esteve a passagem pela Liga dos Campeões (play-off de acesso à prova milionária e fase de grupos), que totalizou 18,2 milhões de euros, e a disputa de três eliminatórias da Liga Europa (dezasseis avos de final contra os cazaques do Astana, oitavos frente aos checos do Viktoria Plzen e quartos diante dos espanhóis do Atlético Madrid), no valor de € 2,25 M [ver números].

Desde que Bruno de Carvalho chegou à presidência do Sporting, no mês de março de 2013, que o conjunto verde e branco não apresentava uma participação europeia tão benéfica para os cofres de Alvalade.

Depois de uma primeira temporada em branco na UEFA (2013/14), o Sporting registou um encaixe de €11,339 M em 2014/15, seguindo-se um descida para os €8,486 M na época seguinte, a primeira de Jorge Jesus no comando, e desde 2015/16 até ao presente duas subidas: €14,952 M em 2016/17 e €20,45 M na presente temporada (com as receitas de bilheteira e o market pool fora das contas). Caso o leão tivesse chegado às meias-finais, teria acrescentado €1,6 M ao bolo, que poderia acabar nos 25,55 ou 28,55 caso chegasse à final e saísse derrotado ou com o troféu, respetivamente.
Ler Mais
Comentários (15)

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais