‘Ping-pong’ entre Mourinho e Conte continua: «Nunca me suspenderam por viciar resultados»

Inglaterra 05-01-2018 23:21
Por Redação
O ‘ping-pong’ entre José Mourinho e Antonio Conte continua e está a tornar-se cada vez mais azedo. Depois do treinador italiano ter acusado o português de sofrer de «demência senil», o técnico dos red devils responde lembrando um caso de match-fixing (viciação de resultados) que envolveu Conte, em 2011.

«Não o culpo, a sério. Penso que a imprensa devia pedir desculpas a ele e a mim. A pergunta que lhe foi feita é completamente errada e por causa disso ele teve aquela reação descontrolada. Foi questionado sobre a minha paixão, estava a falar de mim. A questão dirigida ao treinador do Chelsea era que eu disse que ele se portava como um palhaço. Não o culpo e compreendo a reação. Estava a falar de mim e a dizer que não preciso de comportar-me como um palhaço para mostrar paixão, que controlo melhor as minhas emoções. Não preciso que o treinador do Chelsea diga que cometi erros no passado e irei cometer no futuro. Sei que celebro golos a correr 50 metros, a deslizar de joelhos, a saltar para o público. Não estou livre disso com um golo decisivo. O que estava a tentar dizer é que reagi mal algumas vezes e agora controlo-me melhor», afirmou o Special One em conferência de imprensa, logo acrescentando:

«A pergunta é errada e obviamente que é uma resposta forte, mas não o culpo. A única coisa que quero dizer é que cometi erros no passado, farei menos no futuro. O que nunca aconteceu e nunca acontecerá é ser suspenso por match fixing».

Recorde-se que, em 2011, Antonio Conte esteve suspenso quatro meses por não ter denunciado às autoridades alguns jogos onde se verificou viciação de resultados, jogos esses que o treinador italiano tinha acontecimento.
Ler Mais
Comentários (30)

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais