Novo clube de Adrien luta contra escândalo e tem futuro em causa

Leicester 13-11-2017 17:55
Por Redação
O Leicester, clube que na última janela de mercado contratou ao Sporting o internacional português Adrien Silva, enfrenta um terramoto financeiro e luta contra uma polémica que, afirmam os meios de comunicação europeus, podem ter consequências imprevisíveis.

A empresa tailandesa Vichai Srivaddhanaprabha, dona do clube, está a ser acusada pela justiça tailandesa de um golpe económico no valor de 370 milhões de euros, executado, relatam, através das lojas de duty free nos aeroportos do país.

O jornal espanhol Sport coloca, inclusive, a possibilidade deste escândalo poder obrigar os donos do Liecester a vender alguns dos seus melhores jogadores, como Vardy ou Mahrez; ou, em última análise, a colocarem o clube à venda.

Em cima da mesa poderá estar, alegadamente, a acusação de corrupção para os proprietários do Leicester.

A família Srivaddhanaprabha possui, desde 2006, o controlo de todas as lojas duty free (livres de impostos) dos aeroportos da Tailândia, exploração pela qual deveria pagar ao governo do país 15 por cento dos lucros; mas, de acordo com a acusação, apenas foram pagos 3 por cento, calculando-se que o estado tailandês possa ter sido defraudado em 370 milhões.

Falta, agora, esclarecer se as investigações vão mesmo avançar e qual serão as consequências para os magnatas tailandeses da empresa e, por inerência, para o novo clube de Adrien.

O português, recorde-se, ainda nem se estreou pela equipa do Liecester, pois a FIFA não autorizou a inscrição depois de atrasos no processo burocrático.
Ler Mais
Comentários (24)

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais