Partiu nariz a Jorge Costa e agora vai ser presidente da Libéria

Libéria 12-10-2017 20:22
Por Redação
George Weah, em 1995, então ponta de lança do Milan, foi eleito o melhor jogador do Mundo. Esta quinta-feira, aos 51 anos e à terceira tentativa, Weah é apontado como o mais que provável presidente na Libéria, naquelas que foram as primeiras eleições presidenciais democráticas no país, em 73 anos.

Os resultados serão oficiais apenas no próximo dia 25, mas vários canais de informação, sobretudo liberianos, dão como garantida a notícia de que George Weah passará a ser o primeiro ex-jogador de futebol a governar um país. Terá vencido a concorrência do vice-presidente e favorito Joseph Boakai.

Este era um sonho antigo de Weah, ele que se posicionou como um dos principais ativistas no combate à guerra civil que assolou o país na década de 90. A guerra terminou em 2014, altura em que a Libéria mergulhou ainda mais fundo numa crise económica e social devido à epidemia de ébola.

O liberiano, enquanto jogador, deixou marca no Milan, mas também no Mónaco, PSG e Marselha. Retirou-se em 2003, quando representava o Al-Jazira, dos Emirados Árabes.

Futebolista de excelência, Weah, em Portugal, ficou conhecido, também, pelo intenso duelo que protagonizou com o FC Porto, em 1996, quando num jogo frente ao Milan, na fase de grupos da Liga dos Campeões, o então capitão do FC Porto saiu de campo a sangrar, com o nariz partido após cotovelada de George Weah… o agora presidente da Libéria (ainda por confirmar e anunciar).
Ler Mais

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais