Williams afasta Robertson do Masters da Europa

Snooker 05-10-2017 22:23
Por António Barroso
O galês Mark Williams, de 42 anos, bicampeão mundial de snooker (2000 e 2003) e 18.º do ranking mundial, que em setembro venceu o Mundial de 6 Vermelhas, confirmou esta quinta-feira que está de regresso à boa forma, ao bater por 4-2 nos oitavos de final do Masters da Europa, em Lommel (Bélgica) outro campeão do Mundo (em 2010), o australiano Neil Robertson, de 35 anos, oitavo da hierarquia.

Williams, a welsh potting machine, que concedeu entrevista exclusiva a A BOLA publicada na nossa edição da última 5.ª feira (dia 4), irá agora defrontar nos quartos de final, sexta-feira (13 horas locais, menos uma em Lisboa) o chinês Cao Yupeng, num torneio em que Judd Trump, quarto do ranking, e os seus compatriotas Stuart Bingham (campeão mundial em 2015) e Mark Selby, este último número um mundial há mais de dois anos e meio e tricampeão mundial (2014, 2016 e 2017) continuam e estão também entre os principais favoritos à vitória final.

Selby apanhou um susto na noite desta quinta-feira, diante do compatriota Jack Lisowski, de 26 anos, apenas 57.º da hierarquia: o profissional de Leicester esteve encostado às cordas (2-3) mas recuperou e venceu na negra (4-3), para marcar encontro sexta-feira, nos quartos com o outro único jogador além de si que, desde 2014, levantou a taça de campeão do Mundo no Crucible Theatre, em Sheffield: Stuart Bingham.

O Masters da Europa, que se iniciou segunda-feira (dia 2 do corrente mês) em Lommel, na Bélgica, e irá terminar no domingo (dia 8) é uma prova do circuito profissional da World Snooker da época 2017/18, pontuável para o ranking, com um total de 366.500 libras (413.139 euros) de prémios, das quais 75 mil libras (85.544 euros) para o campeão, que sucederá ao inglês Judd Trump: venceu o compatriota Ronnie O’Sullivan por 9-8 na final da edição de 2016, na Roménia.

Os quartos de final do European Masters ainda serão jogados à melhor de sete frames (partidas): vence o primeiro a somar quatro vitórias (de 4-0 a possíveis 4-3).

As meias-finais, sábado (dia 7) serão jogadas à melhor de 11 frames, até o primeiro dos profissionais à mesa chegar a seis vitórias (de 6-0 a possíveis 6-5), enquanto que a grande final do European Masters, domingo (dia 8) será disputada à melhor de 17 frames, com o campeão a ter de vencer nove (de 9-0 a possíveis 9-8).

A prova seguinte da época 2017/18 da World Snooker é o Open de Inglaterra, a primeira de quatro provas das Home Nations Series - ficarão a falta Gales, Escócia e Irlanda doNorte -, sequência de torneios para os quais há um bónus de um milhão de libras (1,127 milhões de euros) se um único profissional fizer o pleno das quatro vitórias na mesma temporada.

O English Open de 2017 irá decorrer de 16 a 22 do corrente mês no Metrodome da cidade inglesa de Barnsley, e distribui 366 mil libras (413 mil euros) de prémios, das quais 70 mil libras (78.908 euros) ao futuro campeão: o chinês Liang Wenbo venceu o torneio em 2016 e defende o título.

Jogos desta 5.^feira, oitavos de final (apurados a negro):

Neil Robertson-Mark Williams, 2-4
Billy Joe Castle-Cao Yupeng, 3-4
Judd Trump-David Gilbert, 4-2
Ben Woollaston-Mark Allen, 2-4
Peter Lines-Zhou Yuelong, 1-4
Stuart Bingham-Luca Brecel, 4-2
Mark Davis-Anthony McGill, 3-4
Jack Lisowski-Mark Selby, 3-4

Quartos de final, 6.ª feira (hora portuguesa):

Mark Williams-Cao Yupeng (12 horas)
Judd Trump-Mark Allen (13 horas)
Stuart Bingham-Mark Selby (18 horas)
Anthony McGill-Zhou Yuelong (19 horas)
Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais