Força Aérea volta a aceitar mulheres piloto, após 72 anos

Rússia 13-08-2017 17:08
Por Redação
Segundo a BBC, a Força Aérea russa vai aceitar mulheres piloto, pela primeira vez após o final da Segunda Guerra Mundial.

O anúncio surgiu este domingo pelo ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, que tomou a decisão depois de receber «centenas de cartas» de mulheres a demonstrarem interesse em alistarem-se nas Forças Armadas.

Apesar da escola militar de aviação russa já aceitar mulheres desde 2009, não era possível que as mulheres recebessem treino para se tornarem pilotos.

O primeiro grupo vai começar o treino em outubro e contará com 15 mulheres, afirmou Sergei Shoigu.
Ler Mais

Nas últimas 24 horas

Desporto

Destaques

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais