Vítimas dos fogos de outubro foram abandonadas

País 13-01-2018 14:06
Por Redação
Duas associações de vítimas dos incêndios de outubro de 2017 criticam a distância do poder central afirmam que muitas pessoas ainda não não receberam ajudas.

Quando já passaram quase três meses da maior tragédia em destruição material que a região sofreu em séculos, Luís Lagos, presidente da Associação das Vítimas do Maior Incêndio de Sempre em Portugal, insurge-se contra «a distância do poder político», quando «a falta de esperança cresce» no interior devastado pelos fogos de 15 e 16 de outubro de 2017.

E acrescenta: «sobra sempre a sensação de que continuamos entregues à nossa sorte.
Ler Mais

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais