Marcos Freitas: «Temos condições para voltar a conquistar o título europeu»

Ténis de mesa 07-09-2017 08:55
Por Redação
É como número 5 europeu e 17.º mundial que o jogador português mais bem classificado nos rankings, Marcos Freitas, se apresenta, com confiança, no Europeu de equipas agendado de 13 a 17 deste mês, no Luxemburgo, onde a Seleção Nacional masculina procura recuperar o título de 2014.

«Somos uma grande equipa, uma das melhores da Europa. Temos condições para voltar a conquistar o título. Se avaliarmos o seeding [seleções ordenadas em função do ‘ranking’ mundial antes do sorteio da fase de grupos], temos mais hipóteses em comparação com 2014. Éramos segundos da poule e neste momento somos os primeiros. É grupo muito forte, com Eslovénia, Eslováquia e Áustria, mas somos favoritos. O primeiro objetivo é passar o grupo para atingirmos os quartos de final. Jogo a jogo, dando o máximo, para tentarmos chegar às medalhas. E lutar pela mais importante, a de ouro», explica o madeirense vice-campeão europeu.

Portugal, derrotado nos quartos de final do último Europeu, em 2015, é o segundo pré-designado, atrás da Alemanha (Áustria, 5.ª, Eslovénia, 10.ª, e Eslováquia, 14.ª).

Além de Marcos Freitas, conta com Tiago Apolónia, 16.º europeu e 39.º mundial; João Monteiro, 21.º e 48.º; João Geraldo, 36.º e 77.º; e Diogo Carvalho, 150.º e 278.º, segundo os dados deste mês. «Temos cinco bons jogadores. Há poucas seleções europeias a dizer o mesmo. É uma vantagem porque podemos modificar a equipa, as suas posições, para surpreender adversários. É óbvio que não sabemos se todos jogarão bem porque a prova é longa, são muitos jogos, mas estamos todos bem, para já. O importante é começarmos em alta para ganharmos confiança», defende Marcos Freitas.
Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais