«Ninguém na CONCACAF gosta dos Estados Unidos»

Trinidade e Tobago 12-10-2017 15:14
Por Redação
A vitória de Trinidade e Tobago sobre os Estados Unidos (2-1) não valeu a qualificação para o Mundial-2018 mas ajudou a afastar os norte-americanos da competição que vai decorrer na Rússia. Desfecho que deixou Jack Warner com motivos para festejar.

«Foi o dia mais feliz da minha vida. Pessoalmente, os Estados Unidos são motivo de chacota», começou por dizer o antigo presidente da CONCACAF num encontro com os jornalistas.

Natural de Trindade e Tobago, o antigo vice-presidente da FIFA está a lutar contra a extradição para os Estados Unidos onde querem que seja julgado no âmbito do mega-processo de corrupção que abalou o organismo que tutela o futebol mundial.

«Quando em setembro fui acusado, ficaram felizes. Agora sou eu que quero festejar. É assim que me sinto», acrescentou, manifestando ainda o desejo de que a presença falhada no Mundial-2018 seja «o princípio do fim» do futebol nos Estados Unidos.

«Ninguém na CONCACAF gosta dos Estados Unidos», rematou.
Ler Mais
Comentários (1)

Destaques

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais