«Nunca trabalhei tanto. Perdi 11 quilos em três semanas e meia» - Taarabt

GÉNOVA 14-09-17 11:27
Por Redação

A cumprir a segunda temporada no Génova, cedido pelo Benfica, Adel Taarabt diz determinado a relançar a carreira. O trabalho duro compensou e o marroquino fez no domingo, frente à Udinese, «o primeiro jogo a sério nos últimos dois anos».

«Joguei 90 minutos e quero agradecer ao treinador (Ivan Juric). Estava a treinar sozinho e ganhei coragem para falar com ele. Pedi-lhe uma segunda oportunidade, ele disse-me que nada tinha contra mim e deu-me uma semana para mostrar o que consigo fazer», começou por dizer ao jornal Il Secolo XIX.

Seguiram-se dias difíceis para Taarabt: «Trabalhei imenso, esforcei-me muito. Muito mesmo. Posso dizer que nunca trabalhei tanto como aqui no Génova. Correr, trabalho com bola, e ainda a pressão.»

Juntaram-se os sacrifícios na vida pessoal: «Não é possível ter diversão e futebol ao mesmo tempo. É um trabalho. Tive de mudar e viver como um verdadeiro profissional.»

«Tinha perdido o amor pelo futebol. Se a minha equipa perdesse, eu regressava a casa e não queria saber. Agora se perder fico zangado. Este treinador ajudou-me a redescobrir o amor pelo futebol», prosseguiu, assinalando as mudanças radicais que fez nas suas rotinas:

- Mudei tudo. Como bem, bebo bem, vivo bem, vou cedo para a cama, por volta das 23 horas. Não era possível continuar como estava. Fiz uma dieta rigorosa e perdi 11 quilos em três semanas e meia sem comprometer a minha condição física. Foi duro, mas não foi em vão.